201510.28

Um dos maiores prazeres que o ser humano pode sentir é referente aos sabores que uma comida pode trazer ao paladar da pessoa. Existe, no mundo, um leque infinito de alimentos capazes de levar qualquer cidadão ao paraíso dos sabores. Deliciar pratos simples, como um modesto arroz e feijão, comer iguarias tradicionais de outras nações, como lasanha e pavê, sentir o odor desses ingredientes transforma qualquer recinto em um lugar desejável para entrar.

Em qualquer parte do mundo, sempre existirá um restaurante local. Várias pessoas se aventuram em viajar, conhecer novos lugares no mundo, tendo como um dos propósitos principais degustar e reverenciar a comida típica de cada região. Muitos gostam de paladares mais picantes, como o uso de pratos que contenha pimenta. Já tem casos onde o sabor leve, onde detalhes minuciosos, como o corte de um carne, ou a quantidade de farinha usada são complementos bem averiguados.

Porém, não adianta um restaurante fazem bons pratos se ele não tem um ambiente aceitável para agregar toda essa ideologia. O recinto precisa ser muito bem adequado ao tipo culinário que ali for empregado. Boa parte dos clientes desenvolvem uma credibilidade pelo lugar mais por conta de sua estrutura do que averiguando o prato, em muitas oportunidades. Associado a esse momento, existe um segundo patamar necessário para o sucesso de um recinto gastronômico, que sua localização.

Nas grandes cidades, é comum encontrar, a cada esquina, recintos diferentes para degustar uma boa comida. Mas o bairro onde ela se situa é um dos grandes diferenciais ao destacar se aquele lugar tem boa frequência de clientes ou não. Existem restaurantes onde a região que ele se estabelece é puramente distante e escondido, tendo pouca visualização e reconhecimento, principalmente no ponto de vista do turista.

Vários empresários pensam em saídas para abrir os recintos em lugares onde quesitos como segurança, conforto, beleza e alegria seja estabelecido naturalmente. E existem regiões com essa proeza. Abrir uma cadeia de restaurantes em Maresias é colocado por muitos empreendedores como uma escolha certeira para lucrar, crescer e trabalhar com tranquilidade e sossego.

Empreender, uma missão difícil no Brasil.

Belo restaurante no Litoral Paulista.

Abrir um negócio não é uma tarefa fácil. Ela exige algumas técnicas que boa parte dos empresários só conseguem aprender com o tempo. Ter uma boa noção sobre finanças, desenhar uma estratégia de marketing, observar o local onde o investimento será realizado, ter confiança nas pessoas que vão trabalhar para você são alguns dos percalços que devem ser passados e geridos com maestria.

No Brasil, além desses obstáculos, a principal pedra no sapato para a maioria dos empreendedores é a “simpática” palavra burocracia. O excesso de documentos pedidos para abrir um restaurante chega a ser absurdo. A demora se dá, muitas das vezes, por conta desses pedidos um tanto quanto exagerados. Para o núcleo empresarial Brasileiro, a irritação por conta da papelada vai muito além do seu preenchimento.

Falta de segurança, infraestrutura, planejamento na condução de uma cidade entristece e irrita a classe, pois boa parte desses elos burocráticos serve para enfatizar a quantidade descomunal de impostos que a empresa deverá pagar ao governo. Porém, esses valores não são vistos de forma aplicável no dia a dia da sociedade. Muitos restaurantes sofrem assaltos mensais, outros pagam tributações irregulares, senão perde o alvará de abertura do recinto.

Saídas para o sucesso existe, conheça Maresias.

Almoço a beira-mar.

Grandes cidades empregam tais condutas maledicentes, mas outras regiões elucidam completamente o oposto. Inaugurar restaurantes em Maresias, por exemplo, é uma das facetas mais comemoradas no meio empresarial, pois a cidade é um modelo de tranquilidade, respeito e conforto. Nela, a palavra preocupação pode ser dissipada do vocabulário, e o termo paz tem poder e significado verdadeiro.

Degustar belos pratos a beira mar, escutando a batida das ondas é uma sensação incrível. Em Maresias, o turista tem esse privilégio, ao ponto de esquecer os ruídos das grandes cidades e viver conforme o cantar da natureza. Boa parte dos alimentos servidos são naturais, tem poucos compostos químicos e extremamente saborosos. As pessoas que foram para a região com essa finalidade, nunca mais se esqueceram da harmonia existente no elo natureza e alimentação, que só a praia deserta paulista pode oferecer.