201512.04

Poucos lugares no mundo conseguem fazer um casamento tão belo entre a natureza e o homem como Maresias faz com louvor. Ano após ano, esse elo fica mais firme e encantador. Vários turistas que visitam a região ficam estupefatos com a sinergia existente no local. Todos os berços naturais são mantidos com o máximo de decência e respeito pela administração local e todos os seus moradores, que sabem louvar as minucias da região, como uma das grandes atrações de viajantes de toda a parte do mundo, mostrando que a identidade do local é o verde das árvores, contrastando com o amarelo da areia e o azul cristalino do mar.

Esses detalhes estão sendo deixados de lado em muitas cidades litorâneas do mundo. O contraste de natureza com o ser humano está sendo visto, para algumas administrações públicas, como uma forma de afastamento de turistas, que buscam somente a boa gestão das praias e uma bela estrutura de hospedagem, saúde e segurança. Contudo, a maioria se esquece que para esses atributos ocorrerem com eficácia é necessário a ajuda do meio ambiente sim. Muitas faixas litorâneas vêm tendo temperaturas altíssimas e problemas sanitários justamente por conta desse desequilíbrio ambiental.

Vários especialistas afirmam que o desmatamento em torno de rios e mar faz com que a terra filtre pouco liquido e que as instabilidades térmicas se proliferem. Além disso, qualidade do ar e da água perde em credibilidade. Em várias praias do Brasil, é possível diagnosticar a proibição do banho no mar por longos tempos devidos a problemas com a pureza da água, oriundos, na maioria das vezes, da falta de cuidado e observação com o meio ambiente ao seu redor. Boa parte dos turistas ainda não perceberam o problema. Mas esse ruído, aos poucos, está ficando aparente aos olhos de muitos.

Mudanças geológicas afeta a estrutura de muitas cidades litorâneas.

Costa de Maresias.

Muitas praias que tinha forte apelo turístico viram seus rendimentos com o ramo do turismo despencar nos últimos cinco anos, devido a vários fatores, como o encarecimento de todos os serviços (hospedagem, alimentação) e a perda de beleza do lugar. Existem casos onde o fator muda em relação a quantidade de pessoas que visitam o local. Lugares como Praia Grande, no litoral de São Paulo, e outras costas, tiveram um aumento massivo de visitantes, e a cidade não comportou todo esse volume, deixando de cuidar das suas belezas e atrações que motivava boa parte dos turistas para ir até a região.

Algumas ações governamentais vêm sendo realizadas buscando saídas para eliminar essas condutas. A criação de regras e normas caminha por várias esferas politicas firmando a necessidade da manutenção da natureza para manter as cidades com bons aspectos turísticos e até de habitat. Esse regime de força, além de desgastar, mancha a reputação de qualquer região, principalmente aos olhos dos viajantes. Lugares onde essas atitudes sejam tomadas com naturalidade e respeito em prol de todo o seu ecossistema é mais louvado, se tornando até um fator a mais para ir conhecer a cidade. Maresias é um grande exemplo.

Existem praias… E praias!

Águas de Maresias

Caminhar por uma praia e encontrar vários detalhes que fazem parte do seu ambiente ilustra a mente de qualquer turista, fazendo ela andar por um mundo cheio de fantasias, desejos e felicidade. Por esse quesito, caminhar por lugares onde exista uma beleza natural diversificada, como as praias, faz boa parte das pessoas se acalmarem e se manterem tranquilas em relação ao lugar que estão frequentando. Porém, algumas regiões, que transparecem serem belas e agregadoras demonstram puramente o contrário, em relação a estes sonhos, acabando com eles em questão de poucas atitudes e minutos.

Em Maresias, essa sensação é bem diferente. Todo o feitiço que a região aplica para seus visitantes transforma o local num grande polo de diversão e relaxamento. Durante anos, a cidade sempre foi vista como um lugar paradisíaco, mas de pouca acessibilidade. Mas chegar na região virou uma missão fácil e prazerosa de ser cumprida, pois a viagem é curta, passando por belos lugares, sendo uma espécie de “tapete vermelho” para o turista, de acordo com que ele se aproxima da região. Se deliciar na praia, caminhar pela areia, observar as florestas próximas, sentir o clima de tranquilidade, escutar a batida do mar. Sonhos podem ser reais.