201603.24

Quem não gosta de variar um pouco um programa que é feito sempre da mesma forma há vários anos, não é? É verdade que algumas coisas são tradição, como a ceia de Natal, que dificilmente é alterada em sua forma pela mesma família. Mas algumas ocasiões são mais flexíveis e permitem uma pequena mudança, e uma delas é a páscoa. Para muitas famílias religiosas, a páscoa é um momento de reflexão e oração – e algumas brincam de esconder ovinhos de chocolate pela casa, outras não. Mas para grande parte dos brasileiros, a páscoa é um feriado a mais para descansar – até porque o ano no Brasil começa quente, tanto no clima quanto no momento financeiro (IPVA, IPTU, escola, etc.).

Ovos de Páscoa, quem não gosta.

Ovos de Páscoa, quem não gosta.

Mas principalmente nas famílias com crianças pequenas, a páscoa ainda tem um tom de brincadeira. As crianças esperam ansiosas pelo dia de procurar os pequenos chocolates pela casa. Mas em contrapartida, seus pais às vezes ficam loucos pra fazer algo diferente no feriadão. São dois ânimos diferentes para agradar! E que tal fazer isso, essa brincadeira de esconder, numa praia? Já vi isso na praia de Maresias, uma vez, e achei muito interessante!

Chocolate na areia??

Inicialmente não parece muito higiênico, não é? Afinal, sabemos que a areia de uma praia – sobretudo uma praia muito frequentada – não é o lugar mais limpo do mundo. E é verdade. Mas essa família teve uma ideia genial.

Pra começar, como as crianças eram pequenos, eles foram para um dos cantos da praia, local onde as ondas não passam de marolas e a correnteza é mais fraca (ou seja, mais segurança para os pequenos e mais sossego para os pais). Enquanto a mãe distraía as crianças em um quiosque, o pai cavou vários buraquinhos na areia seca, mas sem alisar a areia depois, que era para facilitar a “caçada”. Dentro dos buraquinhos, ele enfiou saquinhos de geladinho (chup-chup em Minas) com dois ou três ovinhos de chocolate dentro, fechados com um nó bem firme. Assim, quando as crianças achavam os tesouros, eles estavam limpinhos dentro dos plásticos.

Canto da praia de Maresias.

Canto da praia de Maresias.

Aquele cantinho da praia de Maresias ficou muito engraçado! Como a maioria das pessoas prefere a praia mais aberta por causa das ondas, os cantos ficam mais vazios, então a família pôde aproveitar uma grande área sem atrapalhar a brincadeira de ninguém. E estava um barato ver os pequenos correndo de um lado pro outro, ainda mais depois que repararam que a areia ficava remexida de forma muito parecida nos locais onde estavam os saquinhos (o plano do pai deu certo).

Brincadeira para um dia inteiro!

Fiquei lá o dia praticamente todo, do início da manhã até o meio da tarde, e as crianças realmente levaram algumas horas para localizar tudo. Elas achavam um saquinho, comemoravam, comiam os ovinhos (repartiam entre elas todas às vezes, muito bonitinho!) e iam brincar na água. Depois voltavam, encontravam mais alguns, comiam, brincavam na areia… e voltavam pra água.

Diversão nas areias de Maresias.

Diversão nas areias de Maresias.

Levou o dia todo e, antes de irem embora, o pai ainda teve que mostrar onde estavam os saquinhos restantes, para a completa alegria dos meninos!

Eu já tinha visitado a praia de Maresias antes, mas nunca havia me divertido tanto vendo os outros se divertirem! E achei uma ideia muito boa, porque atendeu a uma necessidade dos pais (o descanso num cenário diferente) e ao anseio das crianças, que com certeza adoraram aquele formato da brincadeira. O que você achou? É uma boa ideia, não é?