201606.06

Quem é bom de garfo não nega a raça. Pessoas assim visitam os lugares mais incríveis (como Maresias), maravilhosos e inusitados do mundo, mas mesmo assim vão querer provar da culinária local. Vão passear, mas vão parar em cada vendedor para conhecer os petiscos que estão vendendo, ou as frutas (alguns lugares têm frutas visualmente encantadoras). E vão voltar para casa com o cartão de memória lotado de fotos dos lugares que visitou, mas vão dar mais destaque ao que comeram em cada uma daquelas locações do que o que viram.

Vão à Espanha, apontam para um castelo lindo em uma das fotos e dizem: “rapaz, você não acreditaria no perdiz à escabeche que comi num restaurante perto desse castelo! ”.

Mas nem precisamos ir tão longe! O Brasil é um país imenso e aqui cabe todo tipo de cultura – e por tabela, todo tipo de culinária. A aclamada cozinha mineira, com seus caldos, carnes, receitas à base de milho e os apetitosos pães de queijo – carro-chefe do estado.

O Nordeste, com o imbatível acarajé das baianas, a fortíssima buchada de bode e as apreciadas frutas do cerrado, como o pequi e o cará. Se fôssemos dar exemplo de cada locação, ficaríamos aqui o dia inteiro, então que tal resumirmos? Vou falar da culinária que encontrei quando visitei a praia de Maresias, no litoral de São Paulo. Conheci muita gente que me disse que a culinária daquele estado é sem graça – mas provavelmente não conhecem a de Maresias, senão dariam depoimento diferente.

Pizza?

Eu sou apaixonada por pizza. Se eu fosse à Índia, seria capaz de pedir por uma ANTES de pedir um chaat. E foi o que fiz: cheguei a Maresias de tarde e, à noite, fui a um restaurante para jantar. Pizza. Meu namorado estava junto, olhou para mim e perguntou: “você veio ao litoral para comer pizza? Isso é sério??”. Ahhhh, mas o distraído não reparou que naquele cardápio de pizzas não era do comum que a gente encontra pelas pizzarias. Não… esse tinha opções totalmente relacionadas ao lugar em que estávamos. Sim! Pizza de frutos do mar!

Experimentei uma de camarão que estava fantástica! “Ah, mas pizza de camarão você encontra até no meio de Goiás! ”. Verdade, mas não camarões frescos como os da praia de Maresias. E você não imagina a diferença que faz, viu? Nunca mais pedi pizza de camarão quando não estava no litoral! Aquela foi diferente de tudo que já comi na vida! Convence até os conservadores!

 Frutos do mar

No dia seguinte, fomos a outro restaurante (meu namorado fica bravo comigo porque ele não gosta muito de ficar mudando). Com o perdão pelo trocadilho ridículo, mas se o mar fosse uma árvore, eu procuraria uma muda para levar para minha cidade, no interior. AMO frutos do mar! Não todos, mas gosto de verdade. Um camarão bem-feitinho anima qualquer um, independente do jeito que for preparado – eu, particularmente, prefiro peixes fritos, mas tem uns assados que, olha…

Terceiro dia: terceiro restaurante. Que tal moqueca?? Achei um restaurante onde haviam alguns pratos da culinária capixaba – e cá entre nós: moqueca tem tudo a ver com litoral, seja no Espírito Santo ou fora dele, não é? Com direito a um pirão bem grossinho e apimentado! Hmmm…. Nesse o boy não reclamou de ir, porquê é apaixonado por moqueca.

Vou te contar: se você tiver disposição, vai encontrar pérolas culinárias espalhada por toda a praia de Maresias. É só sair testando e colecionando o enorme leque de sabores diferentes daquele lugar encantador e tão próximo!